quarta-feira, 8 de outubro de 2014

"Libertar Livros Faz Bem à Saúde!"



     A  9a Edição do BookCrossing Blogueiro, organizada pela Luma, já desponta no horizonte iluminando a Blogosfera, despertando os participantes para mais uma campanha de desprendimento. Repetindo aqui,  suas palavras:"Se você ama seus livros, deixe-os ir...Como os pais fazem com seus filhos..."



     Sob esse lema, a ideia de liberdade se torna fundamental, tanto para os livros, como para todas as demais coisas que já não são mais necessárias no nosso dia-a-dia.  O que não podemos nunca preterir são:  a nossa saúde, as grandes amizades, a gratidão...

     Sobre esses temas, li recentemente no livro do Dr Drauzio Varella "Por Um Fio" - disponível livremente na Internet - as mais variadas, verdadeiras  e comoventes  histórias!



     Já perdi amigos cujas histórias bem poderiam fazer parte do livro.

     Um deles, por se tratar de um amigo muito especial, publiquei aqui uma postagem em reconhecimento pela sua amizade como se fôramos irmãos!

     Trechos do livro do Dr Drauzio: "... Por mais que nos custe admitir, sabemos que o vigor físico é uma dádiva aleatória atribuída pela natureza em consignação confiscável sem aviso prévio.

      É por ter consciência dessa fragilidade da condição humana, que ficamos desolados ao ver pessoas com deformidades anatômicas ou comprometimento mental e, tantas vezes, desencorajados de visitar amigos com doenças graves ou de dar mais atenção a doentes que evoluem mal.

     Ao fechar os olhos diante da perda da integridade física do outro, procuramos afastar de nós o desconforto da lembrança de nossa própria efemeridade...".

                                                                    *****


      Recentemente, o amigo Matheus Polli, apaixonado por livros - em especial  sobre a  II Guerra Mundial e seus grandes generais - levou da minha estante 35 livros, muitos deles já alquebrados pelo tempo.  Eram livros publicados pela BIBLIEX (Biblioteca do Exército) da qual fui sócio por alguns anos e  sequer tive tempo para ler todos!

     Com a proximidade do evento que tem o grande mérito em estimular a liberdade de livros, convido a todos os amigos leitores deste blog a participarem.  Se você não tem blog, basta visitar esta página no Facebook.


    
       "Porque os livros são nossos companheiros, educadores, objetos de devoção...Da ideia de libertar os livros da clausura das estantes, surgiu o BookCrossing".  Luma Rosa.

24 comentários:

  1. Lembrei-me agora de uma palavra de ordem que durante muitos anos vc utilizou com suas tropas: "volver"! 'E isso ai, vamos aderir ao BookClossing Blogueiro, volver!!! Gd bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Sidnéa, vamos participar desse evento mais uma vez, com muita satisfação.
      Grande beijo.

      Excluir
  2. Vou conferir!
    Um abraço

    www.lucadantas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Vitorio!
    Fiquei comovida com a sua postagem, pois me lembrei de um amigo da infância que tinha uma deficiência mental que nunca me foi explicada. Ele dormia muito após ter episódios de agressividade, mas fora desses momentos, ele era um bom companheiro de brincadeiras. As outras mães tinham medo e não deixavam os filhos brincarem com ele, mas a minha mãe por ser educadora, dizia que eu seria a mais beneficiada por essa amizade. Não sei o que aconteceu com ele. Tive que me desapegar desse amigo... E tem gente que valoriza mais objetos que pessoas.
    Obrigada por estar junto mais uma vez no BookCrossing Blogueiro.
    Grata pelo entendimento, companheirismo e amizade!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luma!
      Eu também cresci vendo o sofrimento de uma prima que sofria de epilepsia.
      Aprendi logo cedo a necessidade da ajuda, quando ela tinha as convulsões e minha tia não tinha com quem contar.
      Estaremos juntos mais uma vez, com certeza!
      Beijos!

      Excluir
  4. Oi Vitório!
    Essa ideia é mais que uma ideia é uma filosofia de vida. Doar a fonte da nossa aprendizagem. É verdade, que há livros dos quais nos desfazemos, por gostarmos de relê-los. Contudo outros tantos só enfeitam as nossas estantes, empoeirando e abrigando traças. Melhor nos despojarmos dos excessos e que vão levar a outras mentes aprendizado e diversão. Grande ideia!!!!
    Uma semana feliz de paz e luz!!!!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Sandra!
    Concordo com você!
    Se apegar a coisas que já não nos são mais úteis, é uma demonstração de avareza, e isso é pecado.
    Vamos juntos nessa?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Respostas
    1. Obrigado, Bell! Estaremos juntos!
      Bjokas=)

      Excluir
  7. Olá amiga,vim retribuir sua carinhosa visita ao meu cantinho.
    Fiquei feliz por seguir-me!!!
    Obrigada,volte sempre e pegue o meu selinho de agradecimento!

    Beijos Marie.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Marie!
      Sua visita também é muito prazerosa!
      Beijos.

      Excluir
  8. This sounds like a great idea. Most of the books we now read are from our local library.

    ResponderExcluir
  9. Karen!
    Ideally we'd like more libraries there.
    The idea gets rid of the books we have read, helps in creating small accessible to those who can not afford them libraries.
    Thank you for visiting my blog.

    ResponderExcluir
  10. Olá, Vitor.
    Bela iniciativa. Vamos dar asas aos livros!
    Agradeço por compartilhar o evento e a indicação do livro de Drauzio Varella.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá CRIS!
      É sempre um prazer participar do BookCrossing.
      Abraços!

      Excluir
  11. Olá, Vitornani

    Amanhã, é um novo tempo.
    Passei para lhe desejar Paz, Saúde e Alegria.
    Todo tempo, é de reflexão. E este, nos convida sempre, à reflexão. Sobre o dom da Vida, por exemplo.
    Feliz tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita, José Maria!
      Abraços e boa semana!

      Excluir
  12. Me ha gustado mucho, y creo que sí, que llevas razón.

    Muchos besos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creo que la iniciativa es mucho más que el desapego.
      Es un ejercicio de la sabiduría y la enseñanza.
      Muchos besos!

      Excluir
  13. Toda pessoa deveria 'abandonar' em local público um livro,
    é uma sensação muito boa.
    Acho esse projeto 'BookCrossing Blogueiro' tão inteligente.
    E é uma excelente maneira de exercitar o desapego...
    Ótima semana, abraços \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O objetivo é esse mesmo, Clau.
      Ótima semana a você também!

      Excluir
  14. Olá, Vitor!

    Custa-me muito desapegar-me dos meus livros! Cada um representa, para mim, um Amigo!
    Apego-me às personagens, vivo as suas vivências e sinto-as como minhas. No entanto, gostei dessa iniciativa Book Crossing Blogueiro. Quem sabe, um dia, escolha um dos meus livros - de preferência um que possa readquirir - e o deixe num local público, para que alguém tenha a oportunidade de o ler e sentir a mesma emoção que eu senti.

    Obrigada, por se ter tornado meu seguidor.

    Não foi fácil chegar até ao seu blog, uma vez que não tem hiperligação no seu perfil...Mas, como costuma dizer-se, querer é poder!! :-)

    Um abraço.

    Janita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Janita!
      Eu também tenho livros dos quais não consigo me livrar.
      Quanto ao meu perfil, já o corrigi.
      Obrigado pelo alerta!
      Abraços!

      Excluir

Seu comentário é o que torna especial esta postagem. Enriquece sobremaneira o conteúdo!
Lembrando Saint Éxupery:"Aqueles que passam por nós, não vão sós. Não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós".
Obrigado pela visita!
Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. AVISO LEGAL Todos os direitos reservados. Esta coletânea de textos e imagens são propriedades do autor e estão protegidos por direitos de propriedade intelectual, que não podem ser utilizados em qualquer meio ou formato sem a autorização do autor. Vitorio Nani - 12/06/2010.