quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Abelhinha Arapuá.





      Com a Primavera se aproximando e as  chuvas mais frequentes, a Natureza parece despertar do seu sono seco e empoeirado, trazendo a agitação por todo o nosso pequeno ecossistema!



      Impossível não perceber logo ao clarear do dia, o canto dos sabiás, maritacas e bem-te-vis em algazarras, num frenético  vai-e-vem construindo ninhos, namorando, enquanto florescem os ipês e os saguis apresentam sua nova geração!



      No palco desse eufórico despertar, não podem faltar as abelhas e borboletas com seus honrados compromissos de trocas e favores!

      Dentre os insetos que eu vejo  por aqui, uma pequena abelha arapuá, recobre em enxame como um negro véu, os cachos amarelos do coqueiro em flor.  Dizem que ela destrói  as flores, impedindo a frutificação. Qual o quê!  Há quem diga que é intriga - puro preconceito racial!  As flores que caem com a presença delas, apenas antecipam sua queda.

     Eu também pensava que essa abelhinha negra, que de vez em quando enrola nos cabelos das pessoas,  cometia a iniquidade de sugar o néctar das flores e em seguida cortá-las.  Pesquisei essa acusação e descobri que ela é inocente.



     Alguém pode perguntar,  por que se estender nesse assunto e sair em defesa delas?

     Porque hoje, uma delas me visitou quando eu iniciava esta postagem.

    Voou por um longo tempo ao redor da minha cabeça.  De repente pousou e começou a caminhar sobre a minha careca.

     Depois de explorar calmamente toda a minha calva, decolou e voou janela afora!

     O pequeno gesto displicente e provavelmente equivocado da abelhinha, além de fazer relembrar dias distantes do meu passado,  ironicamente, me fez rir da possibilidade daquele inseto ter sofrido uma pane em voo e ter feito um pouso de emergência no aeroporto mais próximo!

     "Se você não aprende a rir das dificuldades, você não terá nada para rir quando estiver velho". Edgar Watson Howe.
      

14 comentários:

  1. Rir das dificuldades é sempre bom, ajuda a vencê-las. E gosto muito dessas historinhas de animais, principalmente os pequenos. No meu blog tenho uma que é das mais lidas, sobre uma lagarta que não virou borboleta. Abraços e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  2. Olá, João Antonio!
    Vou ler a sua postagem.
    Abraços e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  3. Ola Vitornani,
    Que bom que voce me achou la no esconderijo.
    Seu blog é um verdadeiro achado. Gostei de ler
    sobre essa abelha. Em Minas(embora seja carioca e
    morar no RJ) sempre vou por la. E Soube que por la
    é a abelha cachorro que acaba com a plantação.
    Sera??
    Um bom inicio de semana com paz e luz.

    ResponderExcluir
  4. Oi Bandys!
    Espero que a abelha cachorro não seja da mesma espécie da arapuá.
    Bom início de semana com paz e luz pra você também!

    ResponderExcluir
  5. Que amor de abelhinha! Bem interessante esse seu texto,não conhecia essa espécie de abelha. bjs e boa semaninha,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Anne.
      Bjs e boa semaninha pra você também!

      Excluir
  6. Que encanto este post, estou compartilhando com muita alegria.
    Amemos nossa natureza, nos faz bem.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sissym!
      Que bom vê-la por aqui!
      Obrigado pelo elogio, volte sempre!
      Bjs!

      Excluir
  7. Oi, Vitório!
    Você me fez sorrir! Será que as abelhas são cegas? Além de pousar nos lugares errados, enroscar nos cabelos, essas abelhinhas pretas vira e mexe aparecem mortas no meu terraço. Alguém me disse que elas batem nas paredes. Será?
    A primavera está chegando e estou adorando a temperatura aumentar um pouquinho!
    Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  8. Acho que a abelhinha míope que aterrizou na minha careca realmente estava com problemas.
    Mas elas enrolam nos cabelos e crinas de animais, para se limparem das resinas que ficam impregnadas em suas patas e asas.
    Eu pesquisei.
    Boa semana, Luma!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá Nani finalmente consegui passar por aqui, adorei este post . . Só vc pra se preocupar em defender a natureza . . Muito bom !!

    Bom fim de semana. Grande abraço !!

    ResponderExcluir
  10. Valeu, Marcos!
    Apareça sempre. Será sempre bem-vindo!
    Forte abraço e bom fim de semana!

    ResponderExcluir

Seu comentário é o que torna especial esta postagem. Enriquece extraordinariamente o conteúdo!
Lembrando Saint Éxupery:"Aqueles que passam por nós, não vão sós. Não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós".
Obrigado pela visita!
Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. AVISO LEGAL Todos os direitos reservados. Esta coletânea de textos e imagens são propriedades do autor e estão protegidos por direitos de propriedade intelectual, que não podem ser utilizados em qualquer meio ou formato sem a autorização do autor. Vitorio Nani - 12/06/2010.