domingo, 19 de outubro de 2014

Ao Amigo de Branco!

                 
    No dia 3 de Outubro o mundo comemora o Dia do Dentista, mas no Brasil será comemorado no dia 25 próximo.

    Em homenagem a todos os nobres profissionais da Odontologia, dedico esta postagem.                      
Imagem obtida no Google
                                            Existe um provérbio muito verdadeiro:
"Não há mal que sempre dure e nem bem que nunca acabe".

      Agregando o sentido que a frase evoca à menção estampada no cabeçalho deste Blog - indignado com a corrupção resultante da podridão da  nossa justiça - divulgo neste espaço, os fatos reais que lamentavelmente,  aconteceram com um grande  amigo de profissão!



      "Graduou-se em Odontologia, por uma das melhores faculdades do país - com mérito entre os primeiros colocados da turma.

      Dedicado e apaixonado pela profissão de cirurgião dentista - que logo cedo reconhecera ser o ofício ideal na ajuda às pessoas a se tornarem saudáveis - num pais carente de recursos médicos e orientação nutricional para quase a totalidade da população!

      Após receber seu merecido diploma, instalou-se profissionalmente  numa pequena cidade do interior - onde o progresso e a cultura nunca andam de mãos dadas - como sempre. Onde uma pequena classe burguesa mantém seus tentáculos enxeridos, interferindo de modo nocivo nas decisões e comportamento das pessoas!

     Um  competente profissional da saúde,  não deve  deter-se frente aos atrasos endêmicos de uma comunidade. Deve sim,  preocupar-se absoluto com o aperfeiçoamento e especialização profissional em benefício de seus pacientes! 

      Foi o que o amigo fez: especializações, cursos no exterior, congressos, assistência gratuita a deficientes físicos e em comunidades carentes...

     Todo esse investimento na profissão, lhe trouxe, não só, projeção e destaque na preferência da população local, mas também, uma inveja figadal dos colegas de profissão!

      Foram quase trinta anos de excelência em odontologia prestada tanto à população abastada, quanto à carente!

      Mas, como diz o provérbio:  "...nem bem que nunca acabe..." 

      Apesar de já  contar com uma pequena aposentadoria,  trabalhando farto de entusiasmo, repentinamente, o amigo sofrera um terrível acidente!  Tornara-se inapto a continuar exercendo a profissão que o enobrecera.

      Para os abutres à espreita, chegara o momento ideal de atacar o alvo da inveja, agora fragilizado!

      Aquele competente  profissional  viu-se rapidamente,  cercado de autênticas "hienas"!

      Nos moldes dos carniceiros vorazes, disputaram cada pedaço dos poucos bens acumulados naqueles anos de trabalho árduo e honesto, enquanto o amigo lutava contra a morte num leito de hospital,  impossibilitado de reagir!

      Sem perder tempo,  sua ex-assistente, funcionária que há anos testemunhara diuturnamente a dedicação daquele  profissional à saúde das pessoas, vendo-se ameaçada de ficar sem seu emprego, rapidamente, foi à justiça trabalhista e lhe arrancou uma boa parte de sua pequena  aposentadoria.

      Enquanto parte da classe odontológica local se regozijava e disputava a preferência dos numerosos  pacientes que ficaram sem o  atendimento dado pelo colega, uma trama diabólica tomava corpo nos subterrâneos da sociedade mundana daquela cidade!

      Dentre as milhares de pessoas  que passaram pelas  mãos daquele profissional, uma paciente - orientada por charlatões invejosos da odontologia -, resolveu também, subtrair considerável parte dos bens materiais que o abençoado e incansável trabalho lhe possibilitara adquirir!

      Foi assim: A paciente viera ao seu consultório queixando-se de dor em um dente já em estágio avançado de destruição por cárie - indicado à extração por outros dentistas visitados anteriormente.

      Graças à sua competência profissional, devolveu as funções plenas àquele órgão dental, evitando a perda definitiva.  Para isso, utilizou seu conhecimento e domínio nas especialidades devidamente aplicadas ao caso!

      Treze anos após àquela intervenção, queixando-se de um desconforto próximo àquele dente, a paciente fora examinada por profissionais, infelizmente, despreparados, que de modo irresponsável,  induziram aquela senhora a acreditar que o dente tratado pelo amigo lhe causava  dor, e que no futuro, seria acometida de uma doença maligna(?).  No entanto,  quando examinado através de um olhar mais capacitado, constatava-se que a dor tinha origem no dente vizinho: um abcesso periapical- facilmente percebido através de um simples exame radiográfico.

      A peregrinação daquela paciente terminou,  melancolicamente, nas mãos de uma dentista recém-formada, que intempestivamente - na ganância de substituir dentes por implantes artificiais -  extraiu-lhe vários dentes, dentre eles, o que fora tratado com extrema competência pelo amigo!

      A recém-formada percebendo seu erro, e ao tomar conhecimento de que o colega se recuperava do acidente - atormentada pela inveja -, convenceu a paciente a ir à justiça em busca de indenização, a fim de pagar o tratamento de alto custo proposto por ela.

      Inimaginável e surpreendente, foi a decisão da corrompida justiça da cidade, que - apesar de saber que quando um profissional intervem em um tratamento, no lugar de outro, passa a ser responsável pelos atos a partir de então, levianamente,  retirou do processo a verdadeira responsável pelas mutilações causadas à paciente, condenando o colega à uma indenização de cem salários-mínimos (US$60.000,00 atualizados),  além das custas processuais,

      Dois anos mais tarde, o amigo descobrira que a colega recém-formada se safara das mãos sujas da justiça, corrompendo o juiz responsável pelo processo, nos quartos de motéis da periferia da cidade!

      Hoje, esse amigo sem ter a quem pedir ajuda, assiste impotente, o imóvel que  lhe servira de consultório e meio de subsistência  da família - adquirido honestamente com o trabalho de anos dedicados à nobre profissão de cirurgião dentista - sendo levado a leilão judicial"

       A história aqui exposta, jamais  poderia ser iniciada com... Era uma vez...,por se tratar de uma realidade nacional, onde juízes merecidamente chamados pela Corregedora  do CNJ (Conselho Nacional de Justiça)  de bandidos de toga,  porque honra e respeito pelo cargo, jamais fazem parte de seus talentos.

      Enquanto lacaios ocuparem o sagrado lugar da decência no Judiciário,  viveremos certamente, na penúria, em cada canto desse nosso Brasil ávido por justiça em todos os níveis da nossa esquecida e abandonada sociedade!

      Que sirva de alerta aos Amigos de Branco - que frequentemente, num gesto de extrema dignidade, humanismo, competência e dedicação - farão de tudo para salvar um moribundo, sem jamais imaginar que no futuro, poderão receber em troca pelo benefício da cura, uma condenação provocada pelo ingrato, impetrada por servidores públicos corruptos, que vêm ocupando cargos em  muitos setores da nossa pobre Nação!

      "A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos". Barão de Montesquieu.



                                 Esta postagem apareceu  primeiramente em VITORNANI em  Dez de 2011.

21 comentários:

  1. Eliane Maria Aquino de Lima comentou no Facebook:
    Sou cir.-dentista aposentada. Posso lhe garantir que esta não e a primeira vez que vejo fato semelhante acontecer. A justiça (ainda bem que não em sua totalidade) é movida pelo interesse e escolhe a pessoa errada para fazer a perícia. Ainda bem que aos poucos as pessoas estão vendo o que se passa. Parabéns pela divulgação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eliane!
      Sinto-me até envergonhado de divulgar esse lamentável caso, pois, depõe contra uma classe de profissionais que existe para fazer o bem às pessoas!
      Abraços!

      Excluir
  2. Boa noite. Infelizmente a estupidez e corrupção é tão antiga quanto a própria humanidade, e não creio que tenha fim, algum dia.
    Valha-nos os raros que encontramos pelo caminho, vez por outra, para contrariar a regra.
    Um abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que os honestos acabam fugindo da massa podre da justiça, como o ministro Joaquim Barbosa.
      Mas, acho que "esta terra ainda vai cumprir seu ideal"!
      Abraços!

      Excluir
  3. Oi Vitornani!
    Nossa, que história...
    Sabe, me dá até medo quando alguém fala sobre "justiça" em nosso país, acho que por estas e muitas outras razões que diversas pessoas, honestas e / ou mais humildes calam-se diante de seus próprios direitos. Por total falta de confiança e até mesmo pavor por passar horrores nas mãos de juízes desonestos.
    É triste ver a desonestidade, o mal, imperando sobre os honestos e bons, como o triste caso desse teu amigo.
    Só nos resta acreditar na justiça Divina, essa é a única que acredito e olha meu amigo, ela não tarda e nem falha, ela vem na hora certa.
    Podes crer.
    Beijo grande e uma semana fantástica para ti. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      Esta história mostra uma pequena parcela da sociedade que sofre por conta da corrupção no judiciário.
      Imagine o que se passa nas classes mais humildes
      Beijos!

      Excluir
  4. Hi VITORNANI ..
    Thanks for your visit and your comments with me .. .Hvea a lovely week and welcome back to the Night Lady / Nicki

    ResponderExcluir
  5. Hi Nicki!
    I'll be visiting your blog often.
    Thank you for your visit here.

    ResponderExcluir
  6. Buonanima di mia nonna diceva che nulla dura in eterno tranne la morte...

    ^_^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verità. Solo la morte è immutabile.
      Un abbraccio!

      Excluir
  7. hello Vito,
    great to be here!

    kisses and more^^

    ResponderExcluir
  8. Oi, Vitório!
    Que história lastimável! Espero que seu amigo consiga dar a volta por cima. A humanidade é mesmo nojenta!
    Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  9. Oi Luma!
    Infelizmente tenho que concordar contigo!
    Boa semana a você também!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Uma homenagem muito original.

    Beijo

    ResponderExcluir
  11. When black cats prowl and pumpkins gleam, May luck be yours on Halloween.. Happy Halloween ..
    Winnie The Pooh

    ResponderExcluir
  12. Happy Halloween for you too!
    Thanks for your visit, Winni The Pooh.

    ResponderExcluir
  13. Que horror essa história, Vitornani. E semelhantes a essa, quantas mais?
    A inveja é o que leva o ser humano a degradar-se ao mais baixo degrau. Infelizmente estamos expostos a isso, em todas as profissões, em todas as classes não tem onde o ser humano não mostre sua podridão.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  14. E pensar que a corrupção e a inveja são relatadas até na Bíblia, Tais!
    Essa história de horror que descrevi,
    é insignificante diante do descaso com que os políticos tratam o STF.

    ResponderExcluir
  15. W Polsce nic nie jest lepiej ze służbą zdrowia. U nas się mówi:" Ręka rękę myje" . Ciekawe tematy poruszasz . Pozdrawiam i dziękuję za odwiedziny.

    ResponderExcluir
  16. Estou emocionada com essa história triste, pois é, a inveja mata, infelizmente mata até o invejado, deveria matar os invejosos!
    É bíblico, desde todos os tempos o sucesso incomoda, que pena que é assim!
    Abraços!

    ResponderExcluir

Seu comentário é o que torna especial esta postagem. Enriquece sobremaneira o conteúdo!
Lembrando Saint Éxupery:"Aqueles que passam por nós, não vão sós. Não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós".
Obrigado pela visita!
Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. AVISO LEGAL Todos os direitos reservados. Esta coletânea de textos e imagens são propriedades do autor e estão protegidos por direitos de propriedade intelectual, que não podem ser utilizados em qualquer meio ou formato sem a autorização do autor. Vitorio Nani - 12/06/2010.