terça-feira, 14 de abril de 2015

No Tempo da Faculdade!

Fachada da antiga FFOA - Imagem Daqui.
     Já faz mais de  quarenta anos, que as calçadas e jardins em frente àquele antigo prédio da  Faculdade de Farmácia e Odontologia de Araraquara, hoje UNESP,  guardam em silêncio as marcas do festim atemorizante e ao mesmo tempo irrecusável, aplicado pelos organizadores do "trote", aos novatos de 1972!



     Pelas mãos implacáveis dos veteranos, jovens de cabeças raspadas, rostos pintados, corpos encharcados de cores e emoção, atravessaram, como tantos antes o fizeram, os sagrados portões de uma das mais respeitáveis instituições de ensino superior do nosso Estado!

     Corações acelerados. Faces emocionadas. Passos impacientes caminharam exaustos para uma faixa imaginária de chegada da ansiosa maratona, que teve a largada quando mal aprenderam a caminhar e escrever as primeiras palavras!

     Começava naquele momento, um tempo de novas descobertas - novos fundamentos acrescidos de forte juízo humanitário - que sob cuidados de competentes mestres, alicerçariam o futuro daqueles novos universitários, preparando-os dedicada e incansavelmente, para o exercício da honrosa profissão de cirurgiões-dentistas! 

     No ano seguinte, eu e mais nove colegas transferidos de outras faculdades, chegávamos para compôr a nova turma, agora com oitenta alunos, exigência para a criação da Terceira Universidade do Estado de São Paulo, a Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", que formaria em 1976, a primeira turma sob a tutela da recém criada Universidade.

     Fecho os olhos e formidáveis imagens povoam meu pensamento!

     A efervescência do sobe e desce das escadarias do novo prédio. O entra e sai de abnegados pacientes e colegas nas clínicas, descortinando espontâneos sorrisos, numa incansável demonstração de bom-humor! O interesse insaciável por conhecimento do  grupo, evidenciava-se pelo caminhar apressado de jovens rostos angelicais, emoldurados por brancas indumentárias, ora suportando pesadas caixas de instrumentais, ora levando pelas mãos, altruístas pacientes, em direção aos enfileirados equipamentos odontológicos!

     Essa era a nossa rotina dentro das clínicas da faculdade!

     Na sala de aula - espaço sagrado do conhecimento teórico - a seriedade dava sempre lugar à descontração, onde um competente corpo docente, não só transmitia conhecimentos científicos, mas, acima de tudo, grande senso de responsabilidade, amor e profissionalismo no trato da saúde humana!

     A cooperação e camaradagem transformavam o ambiente dos laboratórios, num grande encontro de famílias!

     A eficiência adquirida nas clínicas, permitiu que muitos de nós, a partir do terceiro ano,  prestássemos assistência voluntária a instituições que abrigavam crianças portadoras de necessidades especiais e no Projeto Rondon.  Essa iniciativa despertou em muitos de nós, a imperativa e gratificante voluntariedade de serviços proporcionados a pessoas e entidades carentes, ao deixarmos os bancos da faculdade!

    A nossa turma de 1975, que recebeu o nome do ilustre Professor Sérgio Russi, deixou seu nome gravado, não só na galeria de formandos da Faculdade, mas também, no coração de cada um de nós, nas memórias de cada mestre, de cada funcionário, de cada paciente!

Imagem Daqui
     As ruas que envolvem hoje, o majestoso prédio da atual Faculdade, testemunharam no passado, as mais divertidas passeatas do bixo e da doutorada! 

    Já faz muito tempo, que após dançarmos a última valsa no nosso baile de formatura, nos dispersamos!

 << Esta pode ter sido a última valsa! Clique para ouvir.


    A família odontológica constituída há quarenta anos nos domínios da Faculdade, graças aos contatos virtuais pela Internet, vem aos poucos se reencontrando!

    Esta postagem ficará aberta , para que os amigos que desejem registrar suas histórias do Tempo da Faculdade, enviem suas postagens usando os meios disponíveis na Web, não esquecendo de mandar uma foto para dar os devidos créditos.


Por Fran Leone.   

 Minhas lembranças mais fortes são exatamente as primeiras, o dia da matrícula e da primeira aula.
     Entrei exatamente por essa porta do curso de Farmácia no dia em que fui me matricular. Lá já estavam a postos, sadicamente...Helinho e Arnaldo do segundo ano...lembra deles?       Me conduziram até à secretaria e depois aplicaram o trote, que graças à Deus, naquele tempo se resumia a ovos, tinta, farinha e a coleira com apelido de bixete que teria que usar por três ou seis meses.
    A primeira aula, de Anatomia, acredito que ninguém se esqueceu... a placa na porta com a frase, "Esse é o lugar onde a morte se apraz de socorrer a vida" impunha respeito e foi ali que cada um se apresentou aos colegas e professores. 
   Eu estava sentada entre a Lalá e a Vanda e aí começou uma grande amizade.
   Dos últimos dias não lembro bem...Proposital? Estávamos encerrando talvez a fase mais importante e feliz de nossas vidas e sabíamos que alguns jamais se reencontrariam. Que venha o encontro... que seja inesquecível !

                                                                          ***



Por Idani Marisa Sacagnhe.  

Oi Nani. Que emoção!

Eu também, como você, vim de outra faculdade. Lembro-me bem do primeiro dia. Estava com muito medo de não ser bem recebida pelos novos colegas,mas não, fomos bem recebidos por eles e ai começou a se formar uma nova família.

Lembro-me também dos laboratórios, onde nós os transferidos ficávamos juntos. 

Depois, nos outros anos, fomos nos misturando entre os novos colegas e participando das clinicas, onde me recordo muito da Marlene, da Marisa, do Pisca, do Carlão , da Iracema, entre outros e de você meu amigo!  

Lembro-me até que tratou meus dentes. rsrsrsr!

Agora, passados 40 anos, vamos nos juntar e recordar todo esse tempo!
Nani, muito, mas muito obrigada por essa oportunidade! Beijos! IDANI


         
Este espaço está reservado a você!


     Relação dos formandos de 1975 da  FFOA. Os nomes linkados poderão ser encontrados nas redes sociais:  Gerson Mariano de Almeida, Marilu Alves Anchieta, Irazê Aparecido Arantes, Nelson de Araujo, Odenir Balan, José Valdemar Barbieri ,  Delange Barufaldi,  Carlos Eduardo Bauab, Carlos Benatti Neto, Luiz Carlos Biagioni, Clodoaldo Bonani, Maria Aparecida PastoriIvo Aldo Brondino, Antonio de Melo Cabral,  Everaldo Caires, Ari Carlos de Arruda Camargo,   Silvia Guillen,  Oswaldo Filho Casella, Tadeu  Carlos Anderaos Cassis, João Eduardo Abreu Coelho, José Vicente Contador, Paulo Guimarães Corrêa Filho,  Joaquim de Almeida David, Walter Armando Del Ducca, Conceição Aparecida Fachin,  Marisaura Faria , Antonio Roberto Aparecido Ferreira,  Pedro Carlos de Paula Ferreira,  Lair Galhardi, Luiz Carlos Gameiro, Sandra Regina Gonçalves, João Luiz Gracioli, Vicente de Paula de Moraes Jardim Filho,  Fran Leone,  Carlos de Castro Lima Junior, Odair Longhi, Marcio Antonio Madeira,  Irineu Magalhães Filho, Ronaldo Magalhães, Fabio Tadeu Marchioni, Francisco Xavier Marchioni,  Julio Roberto Martins Alarico de Mattos, Maria Paula Franco Meirelles, Sergio Bartolomeu Miceli, Maria Elizabeth Monteiro Teixeira, Roberto Tsutomu Nakamura,  Ana Maria Veneziani Nastri,   Maria Cecilia Luz Nazareth, Marisa Nicolau, João Roberto Bettoni Nogueira, Wancley Antonio de Oliveira, Luiz Carlos Nascimento de Oliveira, Renato Ribeiro de Oliveira, Gádero Cardoso Vieira Oliveira, Antonio Fernando Alonso Oriolo, Sidney Ortiz, Antonio Luiz Parada, Gilberto Perin Junior, Siomara Maria Porto, Carlos Alberto Pulici,  Carmem Aparecida Vila Real, , Helena Maria Reinig, Hastínfilo Sebastião Godinho Rezende, Paulo Rezende Ribeiro, Wilson Ribeiro, Antonio Carlos Salomão,    Idani Marisa Sacagnhe, José Carlos Ribeiro da Silva, Angélica Carvalho e Silva,  Paulo Tadeu da Silva,  Iracema Sisto, Jeovah de Castro Souza, Carlos Gonçalves de Souza,   Antonio Angelo Speranza,  Marlene Maria Stradioti, Maria da Graça Tebexreni, José Marcio Tiritilli, Paulo Estevão Leite Vaz,  Vanda Leme Godoy, José Carlos Zakir, Reginaldo Santana Zoca e Eu.

     No GRUPO ODONTO 40 ANOS - 1975 do Facebook, alguns amigos se organizam para novos reencontros.  Participe você também!

Leia aqui o texto comemorativo dos 90 anos da FOA.

 

 "As ligações de amizade são mais fortes que as do sangue da família". Giovani Boccaccio.

21 comentários:

  1. Bravo, Bravíssimo ! Não só revivi, como me emocionei,parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, amiga Angélica!
      Você tem sido minha grande incentivadora desde o início da criação deste blog!
      Você é também umas das primeiras seguidoras!
      Abraços!

      Excluir
  2. Estou valsando...que maravilha que é!!!
    Dá para acreditar que hoje pensei em ti????
    E prometi a mim mesma que te visitaria e a todos que pensam que esqueci que devo um olá cordial e carinhoso!
    As vezes gostaria de ter mais tempo,mas também acho que como está,é o certo...assim morrem de saudades de mim...ksksksksksksks...
    Beijão...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Crista, a ausência de alguém que gostamos, multiplicada pelo tempo de espera, tem sempre como produto, uma imensa saudade!
      Seja sempre bem-vinda!
      Beijão!

      Excluir
  3. São sempre enormes as saudades dos tempos de estudante! Memórias da juventude e de milhões de projectos. Uma saudade boa que nos faz ternamente sorrir. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que manter vivo na lembrança, esse tempo da nossa vida!
      Um abraço!

      Excluir
  4. Beautiful photos and blog ♥
    Happy Sunday :)

    ResponderExcluir
  5. Que as boas lembranças possam alegrar e reaproximar a todos!

    Abs

    www.lucadantas,blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Vitor,
    Meu filho com 18 anos passou no vestibular e foi cursar economia economia a 120km da minha cidade. Até hoje estuda, minha casa parece uma Biblioteca, formou também em Ciências Contábeis, crc e muitos títulos.
    Eu fiz o 2º grau forçada.
    É bom recordar!
    Abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dorli!
      Parabéns a seu filho, que conseguiu entrar na UNESP. Não é fácil não!
      Abç

      Excluir
  7. Oi Vítor,
    Desculpa, dupliquei uma palavra e esqueci de dizer que foi na UNESP de Araraquara.
    Abç

    ResponderExcluir
  8. Oi Vitor,
    Partilhou contigo a mesma alegria. Meu filho TB iniciou um curso na UNESP e está feliz. Grata pela sua visita.Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andrea!
      Meu filho mais velho também formou-se em Odontologia pela UNESP de Araçatuba.
      Parabéns pelo teu filho!
      Abraço!

      Excluir
  9. Vitorio,

    Boa noite,

    Li.

    O tempo parou.

    Recordações vieram...

    A música que você escolheu... as emoções...Meu Deus!!

    Não pude evitar as lágrimas....

    Lágrimas de saudades, de felicidade, daqueles tempos, daquelas pessoas!!!

    Que bons tempos, bons tempos!!

    Hoje já estou aposentada, mas...parece que comecei ontem!!!

    Abracei com amor e paixão minha profissão e fui imensamente feliz!!

    Dia 30 de abril será a colação do sobrinho pela Unifesp de São Paulo. É o primeiro da nova geração a se formar...a família está feliz, haverá comemoração.

    O pequeno estudou um ano na Coreia, voltou, vai para São Luiz...foi classificado para trabalhar na Cemar do Maranhão...já caminha por si...nós aqui, com o coração nas mãos, mas sabendo que ele precisa seguir...

    Tia orgulhosa sou eu!!

    Amigo, grata pela postagem, grata...é tão bom recordar !!!

    Um abraço carinhoso,

    Lígia e =^.^=

    (essa música...divina música...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ligia!
      Parece que todos nós temos alguma passagem do nosso tempo de faculdade para lembrar.
      Vendo as novas gerações seguindo pelo mesmo caminho, sentimos saudade daquele tempo!
      Que bom que gostou!
      Abraço e parabéns ao seu sobrinho!

      Excluir
  10. Muy emotivo, Vitor!
    Un fuerte abrazo desde España :)

    ResponderExcluir
  11. Oi Vitor,
    Eu não gostava de ir à escola, mas se não fosse apanhava. Na postagem de baixo eu falei da escola que estudei e em Santo André fiz um curso de um ano de especialização para a pré escola. Meu Deus tinha estatística e eu nunca tinha aprendido estatística. O professor era legal e deixava eu copiar da minha colega da frente o mínimo para tirar 5,0. Depois aprendi sozinha. Física aprendi sozinha e amo matemática.
    Não gostava de Português, depois que comecei a ler peguei gosto.
    Amanhã vou escrever sobre ironia, se quiser dar uma olhada, ficarei feliz.
    Nós éramos felizes e não sabíamos.
    Obrigada pelo carinho

    ResponderExcluir
  12. Bom partilhar memórias! E os relatos de cada um estreitam laços.
    Gostei imenso de ler.
    Bjo, Vitor :)

    ResponderExcluir
  13. Un bon bloc Vitor, crec que fas una bona tasca i les paraules de l'encapçalament de Riu Barbosa fan que jo també m'hi senti identificat, a la fi el meu petit pais que es Catalunya sempre ha sigut depreciat i humiliat per el seu veí. Una abraçada i SALUT per seguir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias por el cumplido y la visita agradecido, Josep!
      Abrazos!

      Excluir

Seu comentário é o que torna especial esta postagem. Enriquece sobremaneira o conteúdo!
Lembrando Saint Éxupery:"Aqueles que passam por nós, não vão sós. Não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós".
Obrigado pela visita!
Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. AVISO LEGAL Todos os direitos reservados. Esta coletânea de textos e imagens são propriedades do autor e estão protegidos por direitos de propriedade intelectual, que não podem ser utilizados em qualquer meio ou formato sem a autorização do autor. Vitorio Nani - 12/06/2010.