terça-feira, 5 de maio de 2015

"Entre Paredes de Concreto e Fileiras de Escudos".

Imagem daqui
     A infertilidade da rainha provoca miséria por todo o reino!



     Acuada nos corredores do castelo, clama ajuda aos seus dragões! Em vão!

     A joia-da-coroa foi violada e saqueada por inescrupulosos, acobertados pelo manto real!

     Um trôpego cavaleiro vermelho e seus rotos militantes montam guarda nas cercanias do castelo!

     Súditos revoltados são asfixiados em multidões, entre paredes de concreto e fileiras de escudos!
     Há um cheiro de sangue entre os cães e a fumaça!

     Os gritos de socorro não podem ser ouvidos pelos bem-feitores da humanidade, que voam alto;  navegam ao largo em busca de infratores que ameaçam cobrir de negro toda a terra!

     Porém, há uma tênue esperança no Percival do Sul, que discretamente, desembainhou a espada da justiça, e conivente com a bravura de homens com seus cavalos negros de cocares luminosos,  parece não temer resgatar pérola por pérola, da mais preciosa joia do reino, mesmo que para isso, tenha que ferir mortalmente, o paladino vermelho e toda a sua tropa!

     Há que se libertar o Santo Graal das mãos da improdutiva rainha!

     Esse reino-continente, um dia ainda vai cumprir o ideal de todos os seus vassalos!

     Inspirado no livro HE, a chave do entendimento da psicologia masculina, de Johnson, R.A. 

     "O verdadeiro heroísmo consiste em persistir por mais um momento quando tudo parece perdido". W. F. Grenfel.

12 comentários:

  1. Uma postagem diferente e expressiva e uma foto que pode ser de qualquer parte do mundo.... A convulsão estende-se por todo o lado como uma teia...
    Abraço
    Graça

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Graça, a convulsão social está em várias partes do mundo!
      Abraço!

      Excluir
  2. Não conheço muito bem a realidade política do Brasil mas, pelos posts de alguns amigos brasileiros nas redes sociais e pelas imagens das grandes manifestações contra o regime que por aí aparecem dá bem para ver o descontentamento que há contra o PT de Vilma.
    Um excelente fim de semana. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O descontentamento é geral! Os poucos passos que demos para frente, andamos o dobro para trás, com esse partido no poder!
      O quadro político brasileiro está mais para um filme de terror!
      Um grande abraço e bom fim de semana!

      Excluir
  3. Oi, Vitorio!
    Estamos indignados, mas onde isso irá nos levar? Indagamos uns aos outros se é difícil consertar a vida pública nacional, colocando-a nos trilhos da decência e da eficiência. Joga-se ao mar alguns culpados, os mais evidentes. Poupa-se outros e todos se salvam. Assim caminha a humanidade.
    Boa semana!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certo, Luma.
      Assim caminha a humanidade!
      Beijos!

      Excluir
  4. VITORNANI,

    será?

    Um abração carioca, amigo!

    ResponderExcluir
  5. belas metáforas! muita luz e paz. abs

    ResponderExcluir
  6. Muito interessante esta postagem. Original no seu desenvolvimento.
    Apesar do tumulto e desconcerto (que são também já globalizados), tenhamos fé no Santo Graal, isto é, no sonho de um mundo melhor, pelo menos mais igual...
    Bjo, amigo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, Odete, o mundo anda muito desigual!
      Beiio.

      Excluir

Seu comentário é o que torna especial esta postagem. Enriquece extraordinariamente o conteúdo!
Lembrando Saint Éxupery:"Aqueles que passam por nós, não vão sós. Não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós".
Obrigado pela visita!
Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. AVISO LEGAL Todos os direitos reservados. Esta coletânea de textos e imagens são propriedades do autor e estão protegidos por direitos de propriedade intelectual, que não podem ser utilizados em qualquer meio ou formato sem a autorização do autor. Vitorio Nani - 12/06/2010.